Subsídios Lições Bíblicas - Adultos

Lição 8 - A Mordomia do Tempo

ESBOÇO GERAL

I – CONCEITOS IMPORTANTES
II – A MORDOMIA DO TEMPO 
III – COMO APROVEITAR BEM O TEMPO

Elinaldo Renovato

Quando o tempo começou? Foi Deus quem criou o tempo? Essas e outras perguntas são feitas por quem deseja entender a dimensão temporal face à eternidade, quando não existe o tempo. Até onde podemos alcançar, antes de Deus criar o Universo e o homem, não existia o tempo como hoje percebemos. Deus é eterno. Está escrito: “Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus” (Sl 90.2). Esse texto mostra-nos que o Senhor sempre existiu fora do tempo, pois Ele é Deus “de eternidade a eternidade”, ou seja, numa dimensão fora do tempo. 
Há teólogos que entendem que Deus vive no tempo, e não fora dele. A Bíblia, porém, demonstra que Deus sempre esteve e está fora do tempo. Se ele vivesse “no tempo”, não seria eterno. Diz o salmista: “O teu trono está firme desde então; tu és desde a eternidade” (Sl 93.2). Deus não está no tempo, mas é Deus “desde a eternidade”, que é a dimensão onde não há começo nem fim, nem passado, presente ou futuro. No entanto, ao criar o Universo a partir do nada (lat. Ex nihilo) e o homem a partir dos elementos químicos que há no pó da terra, Deus deu ao homem a dimensão do tempo antes da Queda. O ser criado teve começo e foi originalmente programado para ter uma “vida terrena eterna” sem passar pelo aguilhão da morte. O homem, antes da queda, viveria numa dimensão que teve começo, mas que não teria fim. Porém, ao cair na armadilha do Diabo e ter experimentando o pecado, o ser humano, a partir do ato da desobediência — ou seja, ao comer do “meio de prova” que Deus colocara diante dele, tendo sido advertido de que, se desobedecesse, certamente haveria de morrer —, conheceu a dimensão do tempo em sua abrangência plena: conheceu o passado, o presente e passou a ter a expectativa incerta do futuro. O ser humano saiu da dimensão da eternidade e mergulhou na dimensão do tempo com todas as implicações espirituais, morais e físicas, que o alcançariam ao longo de sua nova situação perante Deus e perante si mesmo. 
Assim, a origem do tempo, segundo a Bíblia, está na interferência de Deus no planeta Terra ao criar o homem. A princípio, seria para o homem viver para sempre. Todavia, depois da Queda, ele perdeu o direito à vida eterna e passou a perceber, vislumbrar e experimentar o relacionamento com o tempo.
Essa é a origem do tempo conforme a Palavra de Deus. Há, no entanto, outras explicações históricas para a origem e o significado do tempo. A palavra “tempo” na Bíblia pode ser vista tanto no Antigo Testamento, escrito em hebraico, como no Novo Testamento, escrito em grego. No hebraico, as palavras mais usadas são yom, com o sentido de “dia, tempo”, e éth, significando tempo. No grego do NT, há termos que são mais bem compreendidos quanto ao significado de tempo. São as palavras kairós, com o sentido de “tempo, tempo fixo ou ponto no tempo”, e chronos, que é “tempo” ou “tempo estendido”. As palavras gregas mostram, definitivamente, certa distinção entre o tempo de uma forma pontual ou momentos precisos de tempo (kairoi) e o tempo com um intervalo que tem uma duração (chronos).

Texto extraído da obra “Tempo, Bens e Talentos”, editada pela CPAD.

 

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.