Subsídios Lições Bíblicas - Adultos

Lição 10 - O Pecado do Homem segundo o Coração de Deus

 4º Trimestre de 2019

ESBOÇO GERAL
I – SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS
II – A AMBIENTE EM QUE DAVI PECOU
III – O ADULTÉRIO E O HOMICÍDIO DE DAVI 

CRIANDO UM AMBIENTE PROPÍCIO AO PECADO

Osiel Gomes

Os capítulos anteriores destacaram o Davi triunfante, em constante batalha, que lutava incansavelmente para estabilizar seu reinado. Isso ele fez participando de oito guerras, ao longo, aproximadamente, de vinte anos, mas agora ele será descrito como o Davi humano que peca, que se desvia dos caminhos do Senhor, como o que desceu até o pó, por andar por caminhos tortuosos.

A expressão “decorrido um ano” é uma referência direta a 1 Samuel 10.14. Já havia se passado o período chuvoso, então Davi manda que Joabe se lance à batalha contra Hadadezer com o propósito de que ele não juntasse forças e se fortalecesse. A finalidade dessa guerra era restabelecer o controle da capital, Rabá, que era a capital dos filhos de Amom, chamada hoje em dia de Amã, localizada a 35 quilômetros do rio Jordão. 

O texto ressalta que Davi ficou em Jerusalém. É bem verdade que bom seria se ele tivesse ido, pois a ociosidade vai abrindo caminhos para diversas tentações. Do seu palácio, que ficava em uma colina, Davi podia enxergar o quintal de outras pessoas e contemplou Bate-Seba, mulher de Urias, banhando-se ao ar livre. Por meio da expressão “passeava”, possivelmente às três horas da tarde, ele tenha ido fazer uma caminhada, um relaxamento, ou tirar uma sesta, conforme o costume daquele tempo, e, de modo inesperado, contemplou uma bela mulher, atraente, tomando banho. Ele não conseguiu vencer a tentação e pecou.

Que fique claro, passear, fazer exercício físico, um relaxamento, nada disso é pecado, pois o próprio Jesus passeava (Jo 10.23); a questão é quando a cobiça ou a concupiscência se torna descontrolável, a ponto de a pessoa fazer de tudo para que o seu desejo seja realizado, usando dessas circunstâncias para desagradar ao Senhor.

Em tudo o que se descreve nos primeiros versículos do capítulo 11, entende-se claramente que Davi procurou preparar o ambiente para o pecado. Isso podemos analisar da seguinte maneira:

Enquanto alguns estavam arriscando a vida na batalha, Davi passeava no palácio. Já falamos que ele fazia sua sesta, mas o seu passear para um lado e outro não o levava a lugar algum.

Contemplando tudo. De onde estava, Davi podia contemplar tudo, mas vale dizer que contemplar não era pecado, mas não manter controle sobre o que se vê, sim. Observe que Davi contempla uma linda mulher tomando banho; começou com um vislumbre, que logo se tornou um olhar fixo, impuro e, conforme falou Jesus, os que procedessem assim já teriam cometido adultério (Mt 5.28).

Davi procura se informar sobre a mulher, o que revela seu grande desejo pecaminoso. Através de suas indagações, ele toma conhecimento da família e do marido da mulher: ela era esposa de um de seus soldados, Urias, o qual se destacava como grande soldado, sendo um dos mais corajosos, estava incluso na lista dos valentes (2 Sm 23.39) e era fiel ao rei. Ele era heteu; todavia, aceitou a religião de Davi, o que pode ser provado pelo seu nome, Luz de Javé.

• Agindo como rei ímpio. Ao mandar buscar Bate-Seba para a tomar para si, Davi estava procedendo como um rei oriental ímpio, que poderia mandar buscar a mulher que o agradasse para a possuir, mas isso jamais deveria fazer aquele que tivesse conhecimento da lei de Deus. Davi passa por cima de tudo, mesmo tendo conhecimento de que a mulher era casada. Ele não queria saber. Antes, seu objetivo era satisfazer seu apetite carnal agora desenfreado. 

Todos esses pontos deixam claro que Davi criou um ambiente para o pecado, pois não foi cuidadoso no seu dever. Ele também deveria estar na guerra, mas, em seu ócio, deixou-se dominar pelo que viu, tendo um olhar descontrolado, não procedendo como Jó (31.1), nem atentando para a Palavra, que alerta para orarmos a fim de que o Senhor nos livre de contemplar coisas vaidosas (Sl 139.37). 

Davi vai trilhar o caminho do pecado, da derrota, porque vai desejar o que viu, vai indagar acerca do que viu. Pareciam coisas simples, fáceis, controláveis, mas elas se tornaram fatais para esse rei. O pecado sempre parece vantajoso, inocente, sem complicação, mas é bom lembrar que sua prática pode deflagrar uma queda tão grande que pode até ser difícil se levantar outra vez, quando não impossível.

Texto extraído da obra “O Governo Divino em Mãos Humanas”, editada pela CPAD. 

Prezado professor, aqui você pode contar com mais um recurso no preparo de suas Lições Bíblicas de Adultos. Nossos subsídios estarão à disposição toda semana. Porém, é importante ressaltar que os subsídios são mais um recurso para ajudá-lo na sua tarefa de ensinar a Palavra de Deus. Eles não vão esgotar todo o assunto e não é uma nova lição (uma lição extra). Você não pode substituir o seu estudo pessoal e o seu plano de aula, pois o nosso objetivo é fazer um resumo das lições. Sabemos que ensinar não é uma tarefa fácil, pois exige dedicação, estudo, planejamento e reflexão, por isso, estamos preparando esse material com o objetivo de ajudá-lo. 

Videoaula - pastor Osiel Gomes

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.