Lição 08 - Presente para uma mãe

1º Trimestre de 2020

Objetivo da lição: Inculcar ao bebê que Deus dá à família o alimento necessário.

É hora do versículo: “Dá-nos cada dia o alimento que precisamos” (Lucas 11.3).

Na lição de hoje as crianças aprenderão que o Papai do Céu nos dá o alimento necessário. Assim como Ele ajudou a mamãe que não tinha dinheiro para dar comida e seus filhos e só tinha o azeite em casa. O Papai do Céu fez o azeite dela aumentar e nunca mais eles ficaram sem dinheiro para ter o que comer. Reforce que o Papai também cuida da mamãe, do papai e do bebê.

Sobre a aprendizagem da criança do Berçário, sabemos que “uma das mais importantes aprendizagens infantis durante este período se encontra na área sócio-emocional. Um bom desenvolvimento emocional contribui para outros tipos de aprendizagens. E, por outro lado, o resultado mais importante de outras aprendizagens pode ser a contribuição para o desenvolvimento sócio-emocional de um indivíduo. 

Nesta faixa etária, (ou ainda um pouco maior) a criança é em grande parte um indivíduo autônomo, nos primeiros estágios de se tornar uma criatura social. Seu mundo egocêntrico começa a se abrir um pouco e de maneira crescente passa a perceber os outros. Embora não seja verdadeiramente sensível às necessidades dos outros, pode ser ensinado de várias formas a responder aos outros. As experiências em grupo são valiosas para as crianças nesse estágio de desenvolvimento. 

A criança é capaz de aprender em situações específicas como fazer os outros felizes. Podemos recompensá-la por dar um brinquedo a um colega que chora, ou por ajudar uma outra criança menor a alcançar algo que está num lugar alto, ou por não empurrar alguém. Recompense-o com um elogio, um brinquedo ou com outro prêmio palpável. Por mais que pareça promoção de motivos egoístas, tal atitude providencia uma fundação para que ela ajude os outros mais tarde, sem egoísmo. Além de recompensá-las frequentemente, devemos também fornecer às crianças ideias de como ajudar aos outros. Cada incidente específico é uma experiência de aprendizagem que pode ser compreendida pela criança. Porém, não são capazes de compreender admoestações gerais sobre ser bom com seus colegas ou sobre como dividir com os outros. 

Converse sobre todos na sala de aula. Ajude-os a aprender os somos de seus colegas e também a aprender algo sobre eles. Asse as crianças que os outros são seus amigos.  

Dê-lhes oportunidades para realizar atividades juntos — não cooperativamente, pois isso não é inteiramente possível, mas coletivamente. Quando dramatizarem uma história, todos podem ser José procurando por seus irmãos, ou Noé construindo a arca. Ao montar os murais, todos passam cola nas folhas. Utilize jogos simples, dirigidos. 

Criança não somente precisa aprender a manejar suas relações com os outros, mas também aprender a lidar consigo mesma. Ao testar suas habilidades, frequentemente se atrapalha, ficando zangada ou frustrada. O professor pode estabelecer rotinas e ordens na sala de aula. A criança consegue se ajustar às rotinas e isso reduz o número de decisões que deve tomar, consequentemente reduzindo a frequência de suas frustrações. Acessos de raiva são comuns nessa idade e a melhor maneira de lidar com eles é ignorá-los. Mostre indiferença a este tipo de comportamento, elogiando e dando atenção a comportamentos sociais aceitáveis. 

Enquanto aprendem a se tornar sociais e desenvolvem a fundamento do caráter e personalidade cristãos, as crianças necessitam de orientação sábia e paciente. O professor deve olhar para esses aspectos do desenvolvimento como uma parte do seu trabalho mais importante do que as aprendizagens cognitivas que possam acontecer em sua sala de aula.”(BEECHICK, Ruth. Como Ensinar Crianças do Maternal: Não é tão fácil mas aqui está como fazer. Rio de Janeiro: CPAD, 2003, pp 43-44)  

Deus abençoe a sua aula e os seus alunos!

Verônica Araujo
Editora da Revista Berçário

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.