Lição 6 - O Deus que perdoa

1º Trimestre de 2019

Texto Bíblico: João 8.1-11.

Caro(a) professor(a),

Aprender a respeito da importância do perdão é um desafio para os adultos, quanto mais para as crianças que estão crescendo num cenário egoísta e escasso de bons exemplos que possam lhes mostrar o caminho certo que devem seguir. Crianças aprendem com frequência de acordo com o que veem e ouvem. Por esse motivo, é importante estar atento ao que permitimos chegar aos ouvidos e olhos de nossos alunos.

O ensinamento do perdão é uma lição que deve ser ensinada desde cedo às crianças. Geralmente, adultos tendem a ter maior dificuldade em praticar esta nobre atitude enfatizada por Jesus. Isso ocorre devido à falta de equilíbrio e à educação que receberam durante a infância. Muitas crianças, mesmo que de forma indireta, aprendem a tratar os outros de maneira competitiva e vingativa.

São situações que em vez de seus responsáveis apresentarem os valores da Palavra de Deus, principalmente, aqueles ensinados por Jesus (cf. Mt 5—6), — tais como: “perdoar para que também sejamos perdoados”, “não tratar mal com o mal”, “tratar as pessoas do mesmo modo como desejam ser tratados” — estimulam seus filhos a revidar quando são atacados, a vingar-se dos que lhes fazem mal.

Pensando nas dificuldades enfrentadas nas relações do mundo infantil, a lição desta semana tem o objetivo de ensinar os juniores a respeito da importância de perdoarmos aqueles que nos ofendem como critério para que também sejamos perdoados por nosso Criador. Seus alunos deverão compreender que todos somos pecadores e carecemos do perdão de Deus (cf. Rm 3.23). Entretanto, há pessoas ao nosso redor que também precisam do nosso perdão e não devemos negá-lo.

Para que seus alunos retenham os ensinamentos desta lição, sugerimos a seguinte atividade:

Divida a classe em duplas e peça aos alunos para escreverem determinadas ações que o seu companheiro de dupla deverá cumprir. Por exemplo:
a. Ficar de pé com uma perna só durante 2 minutos;
b. Dar um abraço;
c. Buscar um copo de água fresca;
d. Organizar o material do colega sobre a mesa;
e. Contar até 50.
f. Outros...

Deixe-os à vontade para escrever ações que possam ser realizadas durante o momento da aula. Depois de escreverem, explique que deverão cumprir as ações que escreveram para o seu companheiro cumprir. A intenção é lembrá-los que só devemos desejar para o próximo o bem que desejamos para nós mesmos. Do mesmo modo, também devemos perdoar o próximo se quisermos ser perdoados.

Ao final, reforce o ensinamento de Jesus: “— Façam aos outros o que querem que eles façam a vocês; pois isso é o que querem dizer a Lei de Moisés e os ensinamentos dos Profetas” (Mt 7.12).

Por Thiago Santos.
Educação Cristã.
Publicações. CPAD. 

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.