Lição 9 - O Deus que nos fez nascer de novo

1º Trimestre de 2019

Texto bíblico: João 3.1-21.

Caro(a) professor(a).

Na lição desta semana seus alunos estudarão a respeito de um assunto muito importante para o crescimento espiritual: “o Novo Nascimento”. E o que significa nascer de novo? Quando pensamos no novo nascimento este assunto nos remete a imaginar a limitação do sábio Nicodemos que, mesmo sendo um grande conhecer das Sagradas Escrituras, não conseguiu compreender o que o Mestre Jesus ensinava.

“Nascer de novo” envolve a regeneração espiritual do crente a partir do momento que tem um real encontro com Jesus Cristo.

A Bíblia de Estudo Pentecostal (CPAD, 1995, p. 1576) apresenta um estudo sobre “o Novo Nascimento”:

“Em Jo 3.1-8, Jesus trata de uma das doutrinas fundamentais da fé cristã: a regeneração (Tt 3.5), ou o nascimento espiritual. Sem o novo nascimento, ninguém poderá ver o reino de Deus, isto é, receber a vida eterna e a salvação mediante Jesus Cristo. Apresentamos a seguir, importantes fatos a respeito do novo nascimento.

(1) A regeneração é a nova criação e transformação da pessoa (Rm 12.2; Ef 4.23,24), efetuadas por Deus e o Espírito Santo (Jo 2.6; Tt 3.5). Por esta operação, a vida eterna da parte do próprio Deus é outorgada ao crente (Jo 2.16; 2 Pe 1.4; 1 Jo 5.11), e este se torna um filho de Deus (Jo 1.12; Rm 8.16,17; Gl 3.26) e uma nova criatura (2 Co 5.17; Cl 3.10). Já não se conforma com este mundo (Rm 12.2), mas é criado segundo Deus ‘em verdadeira justiça e santidade’ (Ef 4.24).

(2) A regeneração é necessária porque, à parte de Cristo, todo ser humano, pela sua natureza inerente e pecadora, é incapaz de obedecer a Deus e de agradar-lhe (Sl 51.5; 58.3; Rm 8.7,8); 5.12; 1 Co 2.14).

(3) A regeneração tem lugar naquele que se arrepende dos seus pecados, volta-se para Deus (Mt 3.2) e coloca a sua fé pessoal em Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador (Jo 1.12).

(4) A regeneração envolve a mudança da velha vida de pecado em uma nova vida de obediência a Jesus Cristo (2 Co 5.17; Ef 4.23,24; Cl 3.10). Aquele que realmente nasceu de novo está liberto da escravidão do pecado (Rm 6.14-23), e passa a ter desejo e disposição espiritual de obedecer a Deus e de seguir a direção do Espírito (Rm 8.13,14). Vive uma vida de retidão (1 Jo 2.29), ama aos demais crentes (1 Jo 4.7), evita uma vida de pecado (1 Jo 3.9; 5.18) e não ama o mundo (1 Jo 2.15,16).

(5) Quem é nascido de Deus não pode fazer do pecado uma prática habitual na sua vida (1 Jo 3.9). Não é possível permanecer nascido de novo sem o desejo sincero e o esforço vitorioso de agradar a Deus e de evitar o mal (1 Jo 2.3-11,15-17,24-29; 3.6-24; 4.7,8,20; 5.1), mediante uma comunhão profunda com Cristo e a dependência do Espírito Santo (Rm 8.2-14).”

Para reforçar o ensinamento da aula de hoje, realize a seguinte atividade:

Entregue duas folhas de papel sulfite A4 aos seus alunos. Em seguida, peça a eles que escrevam nomes de objetos que são considerados “velhos”, “antigos” e que, por esse motivo, devem ser descartados. Recorte os nomes em tiras e deposite em uma sacola de pano. Faça o mesmo com os nomes de coisas que são consideradas novas e aproveitáveis. Depois, pegue a sacola de coisas velhas e jogue no lixo. Providencie uma caixa ilustrada com a palavra “descartar” na frente da caixa para identificar o lixo. Tudo o que não presta e não pode ser aproveitado deve ser descartado.

Escreva o versículo de 2 Coríntios 5.17 no quadro: “Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho, e já chegou o que é novo”. Ao final, explique aos seus alunos que o “Novo Nascimento” é assim: Deus faz nova todas as coisas em nossa vida! Quando experimentamos de uma nova vida com Deus os velhos hábitos e comportamentos que não agradam a Deus devem ser descartados.

Por Thiago Santos
Educação Cristã. CPAD.

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.