Lição 12 - Cristo venceu a morte – Mateus 27.45-66

2º Trimestre de 2019

Prezado(a) professor(a),

Na aula desta semana seus alunos terão a oportunidade de conhecer com maiores detalhes como se deu a crucificação e ressurreição de Cristo. Enquanto para alguns o sofrimento e a morte de Jesus era o seu fim, na verdade, o Filho de Deus estava prestes a conquistar para nós a maior vitória de todos os tempos: a vitória da salvação! Jesus Cristo não retrocedeu perante o desafio de doar a sua vida para ser a causa da nossa eterna salvação. Neste caso é importante que seus alunos aprendam com detalhes como se dá tal processo de salvação. Aproveite a oportunidade para explicar aos seus alunos que somos salvos pela graça mediante a fé em Cristo Jesus:

“A salvação é um dom da graça de Deus, mas somente podemos recebê-la em resposta à fé, do lado humano. Para entender corretamente o processo da salvação, precisamos entender essas duas palavras: Fé e Graça.

Fé Salvífica. A fé em Jesus Cristo é a única condição prévia que Deus requer do homem para a salvação. A fé não é somente uma confissão a respeito de Cristo, mas também uma ação dinâmica, que brota do coração do crente que quer seguir a Cristo como Senhor e Salvador (cf. Mt 4.19; 16.24; Lc 9.23-25; Jo 10.4,27; Ap 14.4).

(1) O conceito de fé no Novo Testamento abrange quatro elementos principais:

(a) Fé significa crer e confiar firmemente no Cristo crucificado e ressurreto como nosso Senhor e Salvador pessoal (ver Rm 1.17 – nota). Importa em crer de todo coração (At 8.37; Rm 6.17; Ef 6.6; Hb 10.22), ou seja: entregar a nossa vontade e a totalidade do nosso ser a Jesus Cristo tal como Ele é revelado no Novo Testamento.

(b) Fé inclui arrependimento, isto é, desviar-se do pecado com verdadeira tristeza (At 17.30; 2 Co 7.10) e voltar-se para Deus através de Cristo. Fé salvífica é sempre fé mais arrependimento (At 2.37,38; ver Mt 3.2, nota sobre arrependimento).

(c) A fé inclui obediência a Jesus Cristo e à sua Palavra, como maneira de viver inspirada por nossa fé, por nossa gratidão a Deus e pela obra regeneradora do Espírito Santo em nós (Jo 3.3-6; 14.15,21-24; Hb 5.8,9). É a ‘obediência que provém da fé’ (Rm 1.5). Logo, fé e obediência são inseparáveis (cf. Rm 16.26). A fé salvífica sem uma busca dedicada da santificação é ilegítima e impossível. 

(d) A fé inclui sincera dedicação pessoal e fidelidade a Jesus Cristo, que se expressam na confiança, amor, gratidão e lealdade para com Ele. A fé, no seu sentido mais elevado, não se diferencia muito do amor. É uma atividade pessoal de sacrifício e de abnegação para com Cristo (cf. Mt 22.37; Jo 21.15-17; At 8.37; Rm 6.17; Gl 2.20; Ef 6.6; 1 Pe 1.8).

(2) A fé em Jesus como nosso Senhor e Salvador é tanto um ato de um único momento, como uma atitude contínua para a vida inteira, que precisa crescer e se fortalecer (ver Jo 1.12 – nota). Porque temos fé numa Pessoa real e única que morreu por nós (Rm 4.25; 8.32; 1 Ts 5.9,10), nossa fé deve crescer (Rm 4.20; 2 Ts 1.3; 1 Pe 1.3-9). A confiança e a obediência transformam-se em fidelidade e devoção (Rm 14.8; 2 Co 5.15); nossa fidelidade e devoção transformam-se numa intensa dedicação pessoal e amorosa ao Senhor Jesus Cristo (Fp 1.21; 3.8-10; ver Jo 15.4 – nota; Gl 2.20 – nota)” (Bíblia de Estudo Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 1995, p. 1704).

Compartilhe com seus alunos da alegria que sentimos como salvos em Cristo Jesus. Você pode aproveitar para elaborar com seus alunos um acróstico. Para cada letra das palavras “FÉ SALVÍFICA” construa frases que dizem a respeito ao assunto da aula de hoje, por exemplo:

F -
E -
S - SEM A SANTIDADE NÃO PODEMOS TER COMUNHÃO COM DEUS.
A -
L -
V -
I -
F -
I -
C -
A -

Por Thiago Santos
Educação Cristã.

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.