Lição 1 - A História da Semente

4º Trimestre de 2019

Texto Bíblico – Lucas 8.4-15.

Prezado(a) professor(a),

Estamos iniciando mais um trimestre de estudo da Palavra de Deus. E como todo início de trimestre é interessante que você, professor, reserve um tempo para fazer uma autoavaliação do seu trabalho. Verifique se as ações educativas e os métodos didáticos que você utilizou ao longo do trimestre passado surtiram o efeito esperado. Reflita sobre a sua vida espiritual e de seus alunos. Houve crescimento espiritual em ambas as partes? Seus alunos estão mais preocupados com a vida espiritual? Pense se o mesmo tem acontecido em sua comunhão com Deus. Saiba que o empenho do professor na Escola Dominical deve ir além do ensino em si, pois o objetivo do ensino bíblico deve ser formar pessoas comprometidas com os valores da Escrituras Sagradas para que sejam sal e luz em meio a uma sociedade carente de Deus.

Com base nesses fundamentos, a primeira lição deste trimestre ressalta um dos métodos mais utilizados por Jesus para ensinar: as parábolas. O que são parábolas? De modo geral, as parábolas são narrativas que trazem consigo uma mensagem, preceito ou reflexão por meio de uma comparação, analogia. É comum encontrarmos nos evangelhos, vários episódios nos quais Jesus ministra às multidões as verdades do Reino celestial por meio de parábolas.

Em muitos casos, Jesus só revelava as verdades do Reino celestial mais explicitamente para os seus discípulos em particular. A razão para esta prática se dá para que se cumprissem as Escrituras a respeito do povo de Israel: “Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis e, vendo, vereis, mas não percebereis” (cf. Mt 13.14). No caso dos discípulos o Mestre estava lhes ensinando as verdades do Reino a fim de que estivessem preparados para cumprir a grande comissão de levar a Palavra de Deus até os confins da terra (cf. Mt 28.19,20).

Na parábola do semeador, Jesus compara cada tipo de terreno onde a semente foi lançada com os diversos tipos de pessoas que ouvem a Palavra de Deus. A história revela a reação das pessoas ao ouvirem as verdades do Reino. Nem todos recebem a mensagem com confiança, pois muitos não querem renunciar os prazeres e riquezas deste mundo para fazer o que agrada a Deus como mostra o comportamento ilustrado na parábola.

“Na interpretação da parábola do semeador, por Cristo, Ele mostra com clareza que alguém pode ‘crer’ e iniciar uma sincera vida de fé, mas desviar-se depois, por não resistir à tentação. Por outro lado, há os ‘que ouvindo a Palavra, a conservam num coração honesto e bom e dão fruto com perseverança’ (v.15). Jesus ensina que é essencial que aqueles que recebem a Palavra a ‘conservem’ ou ‘guardem’ (Lc 11.28; Jo 8.51; 1 Co 15.1,2; Cl 1.21-23; 1 Tm 4.1,16; 2 Tm 3.13-15; 1 Jo 2.24,25)” (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, 1995, p. 1520).

Aproveite a ocasião e explique aos seus alunos a importância de guardar a Palavra de Deus. Mostre que somente aprendendo e exercitando os ensinamentos de Cristo é possível agradar a Deus, e isso exige de cada crente uma vida de renúncia.

Para fixação da lição, sugerimos a seguinte atividade:

Escreva no quadro a seguinte frase: “Devemos guardar a Palavra de Deus em nossos corações para não pecarmos contra o Senhor”. Em seguida, escreva vários versículos em tiras de papel e deposite em uma sacola ou caixa de sapato. Retire um de cada vez e fale a referência bíblica. O aluno ou grupo que encontrar o versículo na Bíblia mais rápido vence a disputa. Você pode realizar a atividade com toda a turma ou formar vários grupos. Ao final, ore agradecendo pelo privilégio de conhecerem a Palavra de Deus e peça para o Espírito Santo ajudá-los a guardar a Palavra da verdade.

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.