Lição 6 - Rocha ou Areia?

4º Trimestre de 2019

Texto Bíblico — Mateus 7.24-27.

Prezado(a) professor(a),

A aula desta semana reforça um ensinamento primordial para a vida cristã de seus alunos. Aprender a viver um estilo de vida compatível com a Palavra de Deus é o maior desafio de um cristão. Não importa a idade, seja idoso, adulto, jovem, adolescente ou criança, todos têm o dever de colocar em prática a Palavra de Deus. 

Na fase que seus alunos estão vivendo, é importante que aprendam a colocar em prática a Palavra de Deus e, para tanto, precisam de pessoas que lhes sirvam de referência. Por esse motivo, é importante que você, professor, tenha em mente que a melhor forma de ensinar não é através de palavras, e sim, pelo exemplo. Seja a referência que seus alunos precisam para crescer espiritualmente. Eles poderão ouvir suas palavras e até mesmo esquecer, mas jamais se esquecerão do seu exemplo como cristão.

A lição desta semana apresenta a obediência à Palavra de Deus ilustrada na figura da casa edificada sobre a rocha e da casa edificada sobre a areia. Jesus, assim como em outras parábolas que contou, ensina desta vez que a mensagem do evangelho deve ser colocada em prática.

Não é preciso ser um construtor ou mestre de obra para compreender a mensagem que Jesus quis ensinar aos seus discípulos. É fácil compreender que uma casa, para que esteja bem edificada, precisa estar bem fortalecida em sua base. As colunas precisam estar bem fincadas no chão e, como é obvio, não pode ser qualquer terreno.

A ilustração de Jesus cita pelo menos dois tipos de solo: o primeiro apresenta um terreno firme, fortalecido por uma rocha. O segundo apresenta o terreno arenoso, sedimentado, fácil de ser removido pela força de uma chuva. Por essa razão, aquele que constrói a casa, precisa investigar se o local onde pretende fundamentá-la é confiável para que não sofra com as intempéries (alteração das condições climáticas).

“A Palestina é uma terra muito árida. Entretanto, durante certas épocas do ano, caem pesadas chuvas que, formando torrentes caudalosas, correm sobre poeirentos uádis (barrancos formados pelas enxurradas), e despencam ao longo de todos os declives e encostas de montanha. É importante, do ponto de vista da história de Jesus, observar que nenhum construtor foi criticado pela sua infeliz escolha do local do edifício. Cada localização parecia segura e, até que as tempestades chegassem, cada casa parecia suficientemente resistente. Na Palestina, assim como na vida, somente a habilidade de sobreviver às tempestades revelará a qualidade de uma construção” (LAWRENCE, Richards O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2007, p. 153). 

Por esse motivo, o construir a casa precisa atentar para a maneira correta de como construir. Neste caso, a verdadeira fé só estará firmada e preparada para enfrentar as dificuldades que a caminhada cristã nos faz deparar se, de fato, houver obediência aos ensinamentos de nosso Senhor Jesus Cristo, a Rocha mais firme!

Para reforçar o ensino da aula de hoje, ensine aos seus alunos a fazer a construção da casa de maneira correta. Prepare vários cartões em formato retangular e escreva em cada um deles o nome dos elementos necessários para a construção da casa que simboliza a verdadeira fé. Escreva nos cartões as seguintes palavras: cimento, confiança, oração, areia, leitura bíblica, pedra, obediência, terra, rocha, parede, laje, humildade, coluna e outros que achar interessante. Cole fita adesiva atrás dos cartões e prenda-os no quadro. Em seguida, peça aos alunos para identificar quais os elementos necessários para a construção da casa que simboliza a verdadeira fé em Deus.

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.