Lição 11 - A Amiga que me deu uma grande notícia

1º Trimestre de 2020

Texto Bíblico – João 20.1-18.

Prezado(a) professor(a),

Na aula desta semana seus alunos conhecerão mais um pouco a respeito de uma pessoa que teve o privilégio de ser a primeira a ver Jesus Cristo após a ressurreição. Maria Madalena é umas das pessoas relatadas na Bíblia que demonstraram uma genuína transformação após encontrar Jesus.

O amor de Deus é imensurável, não temos como medir ou determinar limite para esse amor. Enquanto o ser humano impõe alguns critérios ou condições para amar e perdoar o seu próximo, Deus, em sua graça e misericórdia, mantém-se imutável na sua forma de se relacionar com as pessoas.

O exemplo de fé deixado por Maria nos ensina muitas lições. E primeiro lugar é possível notar o quanto Maria foi grata ao Senhor por tê-la libertado das cadeias espirituais. Maria Madalena havia sido liberta de sete demônios, conforme revela o evangelista Lucas (Lc 8.2). Ela contribuiu prontamente para o ministério de Jesus, ajudando com as outras mulheres no que fosse necessário. Mesmo na morte de Jesus, Maria se mostrou disposta a estar presente acompanhando tudo de longe (Mt 27.55,56). E, por fim, no momento do seu sepultamento e ressurreição, Maria estava presente se preocupando em cuidar do corpo de Jesus (Mc 15.47; Mt 28.1-7). 

Mas por que será que Jesus apareceu primeiramente à Maria? A Bíblia de Estudo Pentecostal (1995, p. 1612), discorre:

A primeira pessoa que Jesus aparece depois da ressurreição é Maria Madalena. Ela não foi uma pessoa de notável destaque nos evangelhos. Mesmo assim, Jesus lhe aparece em primeiro lugar, antes de se revelar a alguns dos principais dos discípulos. Através dos tempos, Jesus manifesta a sua presença e amor de modo especial aos “menores”. O povo especial de Deus consiste de desconhecidos, que, como Maria na sua tristeza, mantém amor e devoção inabaláveis ao seu Senhor.

Deus surpreende a lógica humana quando decide chamar para trabalhar em sua obra, pessoas que aos olhos humanos não possuem a competência necessária para realizar grandes feitos. O próprio exemplo de Jesus revela esta verdade. O que um carpinteiro vindo de uma pequena aldeia em Nazaré poderia saber com relação às Escrituras Sagradas ou mesmo no que diz respeito do Reino Celestial? Mas Deus chama as coisas que não são para confundir as que são. O Senhor é perfeito em tudo o que faz.

Convide seus alunos a escreverem numa folha de papel A4 quais são as qualidades e habilidades que possuem na obra de Deus. No verso da folha, eles deverão registrar o que não sabem ou não conseguem fazer porque acham que é muito difícil. Ao final, os alunos deverão trocar a folha com um colega e orarem um pelos outros para que Deus os capacite a superar suas limitações.

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.