Lição 12 - Uma Casa de fazer discípulos

2º Trimestre de 2020

Texto bíblico – Atos 11.25,26.

Prezado(a) professor(a),

Na lição desta semana seus alunos aprenderão que a Casa de Deus é um lugar onde aprendermos a ser discípulos do maior Mestre que já existiu. Certa vez, Jesus disse aos judeus que acreditavam nEle: “— Se vocês continuarem a obedecer aos meus ensinamentos, serão, de fato, meus discípulos e conhecerão a verdade, e a verdade os libertará” (cf. Jo 8.31,32). Um critério definido por Jesus para que as pessoas, de fato, se tornem seus discípulos é permanecer na Palavra dEle.

A obediência aos ensinamentos de Cristo expressa que verdadeiramente entendemos a proposta do evangelho. O Senhor nos escolheu para sermos um povo exclusivamente seu, separados e dispostos a alcançar outros para fazerem parte também deste Reino de Amor. E os seus ensinamentos não são pesados ou difíceis de praticá-los se, de fato, estivermos dispostos a colocá-los em prática. O Senhor não pede de nós nada além daquilo que não podemos entregar.

O exemplo utilizado na lição de hoje revela essa verdade. Barnabé é conhecido na Bíblia como um homem de bem e cheio do Espírito Santo e fé (cf. At 11.24). Ele foi o instrumento usado por Deus para conduzir Paulo até Antioquia e ali permaneceram durante um ano ensinando muitas pessoas a respeito da salvação. Esse período que Paulo passou ao lado de Barnabé foi muito importante para o seu crescimento espiritual, um verdadeiro treinamento missionário. Deus estava preparando Paulo para as adversidades que ele havia de enfrentar por pregar o evangelho de Cristo.

O discipulado é uma importante etapa que não deve ser ignorada. É uma fase de aprendizado em que aprendemos os fundamentos básicos da fé e que não devem ser esquecidos por toda a caminhada cristã. Um detalhe importante neste contexto é o fato de que Deus levanta pessoas que se tornam grandes amigos e que fazem toda a diferença na caminhada da fé. Eis uma lição importante que seus alunos devem aprender: quem são as pessoas que Deus tem levantado para ajudá-los a permanecerem na fé? As amizades que partilham estão ajudando-os a crescerem e serem pessoas melhores? Se este não for o caso é importante estar alerta, pois há certas amizades que ao invés de nos ajudarem podem nos prejudicar e impedirem que alcancemos as bênçãos que Deus tem reservado para cada um de nós.

Mostre o exemplo da amizade entre Paulo e Barnabé. Explique que um ajudava o outro, pois eles tinham o mesmo objetivo: pregar a Palavra de Deus e ajudar os irmãos que estavam passando necessidades (cf. At 11.28-30). Aproveite e realize a seguinte atividade com seus discípulos: confeccione dois cartazes. Um cartaz deverá apresentar as características de amizades que nos ajudam a permanecermos firmes nos ensinamentos do Senhor. No outro cartaz, apresente as características de amizades que são prejudiciais para a nossa vida espiritual e podem nos atrapalhar de modo que não permaneçamos bons discípulos de Cristo. Ajude seus alunos a identificarem que tipo de amizade tem influenciado o relacionamento entre eles e o Mestre.

Boa aula!

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.