Lição 3 - Isaque, um filho obediente

4º Trimestre de 2020

Texto bíblico – Gênesis 22.1-8.

Prezado(a) professor(a),

Na lição desta semana seus alunos aprenderão importantes lições através do exemplo de Isaque, o filho de Abraão. O episódio mais marcante na história de Isaque é o momento em que Deus pede ao seu pai que o oferecesse em sacrifício sobre o monte Moriá. Embora a história não revele detalhes se Isaque entendeu o que estava acontecendo, fica evidente a sua disposição em obedecer às ordens de seu pai no tocante ao sacrifício. Isaque descansou nas palavras de Abraão e confiou que ele sabia o que estava fazendo quando o questionou sobre o sacrifício: “Abraão respondeu: — Deus dará o que for preciso; ele vai arranjar um carneirinho para o sacrifício, meu filho. E continuaram a caminhar juntos”. A submissão de Isaque tem muito a nos ensinar no tocante ao nosso relacionamento com Deus.

Em primeiro lugar é importante que seus alunos saibam que Deus é bom. Talvez para os adultos seja natural compreender que Deus estava testando a obediência de seu servo, Abraão. Entretanto, para as crianças é preciso explicar com maiores cuidados a fim de que eles não cresçam com uma visão deturpada da imagem de Deus. O mesmo Deus que proveu o carneiro a seu servo Abraão foi o mesmo que proveu tudo o que ele precisava para ser bem sucedido nas terras de sua peregrinação.

Outro aspecto relevante é a submissão de Isaque às ordens de seu pai. Ele não replicou quando Abraão ordenou que preparasse as coisas bem cedo para ir em direção ao Monte Moriá. A obediência de Isaque é entendida por muitos estudiosos como figura da obediência de Cristo quando se entregou para morrer na cruz do Calvário por amor à humanidade (cf. Lc 22.41,42). Este entendimento se encaixa perfeitamente, tendo em vista que o carneiro que Deus proveu naquela ocasião lembra exatamente a forma como o Senhor proveu Jesus Cristo para nos substituir na cruz: “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (cf. Jo 1.29). A pena de morte era merecida para cada um de nós, porém o nosso Mestre Amado, o Unigênito Filho de Deus, morreu em nosso lugar.

A submissão de Isaque ensina muito a respeito de confiar e depender de Deus em qualquer circunstância, pois assim como Abraão sabia o que estava fazendo, Deus também sabe o que está a realizar em nossas vidas quando nos pede alguma coisa. Ele mesmo é quem provê tudo o que precisamos para obedecê-lo. O comentário da Bíblia de Estudo Pentecostal (1995, p. 64) discorre a respeito da provisão divina:

Deus proverá. ‘Deus proverá’ (hb. ‘Jeová-Jiré’. V. 14), é uma expressão profética da providencia divina de um sacrifício substitutivo, um carneiro (v. 13). O cumprimento pleno da declaração de Abraão realiza-se quando Deus provê seu Filho Unigênito para ser o sacrifício expiador no Calvário, para a redenção da humanidade. Daí, o próprio Pai celestial fez aquilo que Ele determinou que Abraão fizesse (Jo 3.16; Rm 5.8-10; 8.32).

Isaque era certamente um jovem nessa ocasião, perfeitamente capaz de resistir a seu pai, se assim quisesse. Mas, em total submissão a Deus e obediência ao seu pai, permitiu ser amarrado e deitado sobre o altar, assim como Jesus voluntariamente foi até a cruz.

Deus se agrada da submissão, ainda mais quando esta vem de um coração sincero e desejoso de obedecê-lo. Aproveite para realizar a atividade a seguir com seus alunos: divida a classe em duplas. Um dos alunos da dupla deverá ser vendado. Organize um trajeto na sala de aula e coloque alguns obstáculos. Você pode utilizar as cadeiras, mesas e outros objetos que deverão ser deixados ao longo do caminho. Um dos alunos da dupla dirá em qual direção o aluno vendado deverá seguir. É um verdadeiro teste de confiança! Vence a brincadeira a dupla que conseguir chegar ao final do percurso em menos tempo. Ao final da atividade, explique que às vezes o Senhor nos guia por caminhos bem difíceis que aos nossos olhos parecem ser impossíveis de percorrer devido à quantidade de obstáculos que encontramos pela frente. Mas se prestarmos atenção somente na voz de Deus e nos submetermos à sua vontade, Ele nos guiará pela direção certa para que cheguemos até o final do trajeto. 

Tenha uma excelente aula! 

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.