Lição 13 - Daniel, um homem de oração

4º Trimestre de 2020

Texto bíblico: Daniel 6.1-23.

Prezado(a) professor(a),

Na lição desta semana seus alunos aprenderão sobre a vida de um servo de Deus que tem muito a nos ensinar com o seu exemplo de fé e coragem. Daniel foi levado ainda jovem para a Babilônia, juntamente com seus amigos, e se tornou um grande nome entre os príncipes do governo (cf. Dn 1). Depois de um tempo, o rei da época intentava instituir Daniel como governante de todo o reino, pois sabia da sua competência. Isso despertou o ódio de seus inimigos, pois Daniel era um estrangeiro, descendente de um povo que havia sido levado cativo para a Babilônia. Isso já colocava Daniel em condições menos favoráveis dentre os demais que compunham o governo. Entretanto, Deus estava com Daniel e proveu as condições necessárias para que seu servo ascendesse mais que os demais príncipes, tornando-se alguém que tinha relevância para o reinado de Dario. A competência do profeta não era fruto da sua própria inteligência ou esforço humano, e sim da capacitação divina. Daniel era um homem honesto e de oração. Alguém que vivia constantemente aos pés do Senhor e buscava nEle as forças necessárias para desempenhar um papel de relevância no governo. Seus alunos terão muito a aprender por intermédio do exemplo de Daniel.

A. Um homem sábio, inteligente e responsável. Daniel possuía características próprias que o tornavam destacado dos demais príncipes. A história do profeta revela que desde a sua juventude ele apresentava-se sábio e dotado de grandes conhecimentos (cf. Dn 1.17,20). A trajetória de Daniel sempre esteve atrelada à sua comunhão com Deus. Ele não abria mão de cumprir com as suas responsabilidades espirituais, seguindo os mandamentos da lei judaica, mesmo em terra estrangeira (cf. 1.8; 2.16-19). O que importava para Daniel não era apenas cumprir com as suas atribuições no reino, e sim cumpri-las com responsabilidade. Seu comportamento sábio e responsável era fruto da sua comunhão com Deus (10.11,12).

B. Um estrangeiro menos favorecido. O profeta havia sido levado cativo juntamente com seus amigos Hananias, Misael e Azarias. Esse fator o colocava em condições menos favoráveis do que os demais príncipes que havia em todo o reino. Não obstante, Daniel superou todas as expectativas pessimistas que havia a seu respeito e superou as dificuldades, assumindo um lugar de proeminência no reino babilônio (cf. Dn 6.1-4). Deus agiu para que seu servo encontrasse as condições necessárias para cumprir a sua vontade.

C. Um servo obediente a Deus e fervoroso na oração. Além de todas as competências e habilidades que possuía, Daniel tinha uma qualidade que o levava a ter sucesso em todas as demais áreas. Ele era um homem de oração e temente a Deus. A vida do profeta é marcada pela sua intimidade com Deus. Tanto é que nas ocasiões mais necessárias o Senhor ouviu as suas orações e revelou ao profeta grandes verdades que foram e ainda são de grande importância para a história da humanidade (cf. Dn 6.10; 10.19).

A história do profeta Daniel é repleta de ensinamentos que são de suma importância para o amadurecimento espiritual de seus alunos. É importante que os juniores aprendam a exercitar a fé e a comunhão com Deus desde cedo. Mostre para eles que Daniel tinha uma vida de oração. A Bíblia relata que o profeta se colocava diante de Deus para orar pelo menos três vezes ao dia (cf. Dn 6.10). Seguindo o exemplo do profeta, confeccione com seus alunos um relógio de oração. Distribua uma folha de A4 com o desenho de um relógio sem ponteiros. A atividade é simples: os alunos deverão pintar o relógio e desenhar os ponteiros que marcam as horas do dia que eles reservam para oração. Cada ponteiro lembra uma hora específica. Pode ser de manhã, à tarde e à noite. Permita que eles tenham liberdade para escolher o horário da orar. Ao final, reforce a importância de buscarem uma vida de intimidade e comunhão com Deus.

Tenha uma excelente aula!

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.