Lição 13 - Entendes o que cantas?

1º Trimestre de 2019

“Oh! Quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia!” (Sl 119.97).

ESBOÇO DA LIÇÃO
1. “PROFETIZO A BÊNÇÃO!” SERÁ?
2. PÚLPITO NÃO É PALCO
3. LEVITA: O SUPERESPIRITUAL
4. VAMOS LOUVAR A DEUS

OBJETIVOS
Mostrar que muitos modismos travestidos de louvores hoje não têm base bíblica;
Alertar para os perigos da vaidade que rodeiam a atividade do louvor;
Estimular os alunos a reconhecerem se um louvor é bíblico ou não.

Querido (a) professor (a), com a graça de Deus, chegamos ao final de mais um trimestre. É sempre bom a cada mudança de ciclo reavaliar o que deu certo, o que pode ser aprimorado, devidamente ajustado ou até reaproveitado para o trimestre a seguir – sejam ideias, dinâmicas, momentos em classe, estratégias, ou mesmo materiais.

Evidentemente, tal princípio não se aplica somente à sala de aula, mas também à sua vida pessoal. O que lhe foi satisfatório durante estes últimos meses? Que hábitos ou maneira de conduzir as coisas mais favoreceram a sua rotina? O que precisa melhorar? Algo lhe revigorou o ânimo? Que momentos mais lhe fizeram sorrir e renovaram suas forças para continuar dando conta de todas as suas tarefas? Você se sente sobrecarregada em alguma área? O que pode fazer para isto ser resolvido, para ser aliviada? O que a faria, hoje, se sentir melhor? Seguir mais feliz com sua vida e todas as suas responsabilidades? 

Caso você, professor (a), não consiga responder a estas perguntas sozinho (a), peça ajuda, quem sabe do (a) superintendente de Escola Dominical, coordenador (a), colega de ministério. Enfim, a uma pessoa de confiança que o Espírito Santo sugerir ao seu coração, que possa lhe compreender com empatia e discrição, além de lhe orientar, ajudando a achar soluções para melhorias em sua qualidade de vida.

O Reino de Deus, a Casa do Senhor hoje, não é construções com paredes feitas de tijolos e concreto, mas são pessoas – com emoções, sentimentos, necessidades, fragilidades... Portanto, cuide-se bem! Isto também é devoção ao Espírito Santo, já que assim estará cuidando do templo dEle que é você. 

Como não somos apenas matéria, possuímos alma e espírito, o autocuidado precisa ser completo, contemplando a integridade de nosso ser. Ou seja, não basta apenas cuidar da saúde física: ir ao médico, melhorar sua alimentação, se exercitar, etc. se o seu emocional também não for nutrido, amparado, adequadamente. Da mesma maneira, o seu espírito. Nenhuma dessas áreas pode ser negligenciada; caso contrário, mais cedo ou mais tarde uma prejudicará todas as outras. 

Por vezes, principalmente as mulheres, costumam se abnegar, e ao se abster de priorizar a si mesma, chega ao ponto do autoabandono: não tem hobbies, sonhos pessoais, momentos para sua individualidade, toda sua vida e agenda gira em torno de outros, e nada é apenas para si mesma – o que traz graves consequências, problemas de autoestima, ansiedade, depressão, raiva, etc. Todas essas mazelas emocionais também geram ou agravam doenças físicas: gastrites, labirintite, dores na coluna, enxaqueca, síndromes intestinais... Além de inevitavelmente trazer dificuldades em seus relacionamentos, pois ao sentir-se abandonada (primeiramente, por si mesma) e sobrecarregada, fica ressentida por isto e acaba por ter conflitos com os seus entes mais próximos.

O nosso Criador nos deu o mandamento de “amar ao próximo, como a ti mesmo” porque Ele sabe todas as nossas necessidades e complexidades, enquanto seres humanos. “Como a ti mesmo” implica que: sem amor próprio é impossível amar qualquer outro. Repare, tudo o que Deus instituiu, todos os seus mandamentos, são para o bem pessoal e o bem comum; estarmos bem conosco mesmos e assim também com os que nos cercam. Que Deus amoroso! Tal como Ele, sejamos também – a nós e ao próximo! 

Como você avalia seu amor próprio hoje? É um tempo de qualidade que você dedicado somente para você? Fica magoado (a), achando que os outros deveriam cuidar de você como você cuida deles? Existe algo que precisa ser ajustado? Lembre-se: para poder continuar cuidando da sua família e de seus alunos, que são seu ministério, você precisa estar bem por inteiro primeiro. Combinado?!

O Senhor te abençoe e capacite. Boa aula e até o próximo trimestre!

Paula Renata Santos
Editora Responsável pela Revista Juvenis da CPAD 

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.