Lição 12 - Novos Céus e Nova Terra

4º Trimestre de 2019

“E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.” (Ap 21.1).

OBJETIVOS
Ensinar sobre a esperança dos Novos Céus e Nova Terra;
Apontar o caráter renovador dos céus;
Conscientizar sobre como será a vida na Cidade Eterna.

ESBOÇO DA LIÇÃO
1. A PROFECIA
2. RENOVAÇÃO DIVINA DOS CÉUS
3. O TAMANHO DA CIDADE
4. A VIDA NA CIDADE ETERNA

Querido (a) professor (a), na próxima aula você convidará os seus alunos a contemplarem com os olhos da fé a Jerusalém Celestial. Conforme reforçamos em sua revista, enquanto nos encontramos em carne, com todas as limitações que isto implica, não podemos compreender na totalidade como é a morada que Jesus nos foi preparar (cf. Jo 14.1-3). As Sagradas Escrituras nos fornecem as informações que temos condições de compreender, e que já são mais do que suficientes para nos maravilhar, nos fazendo anelar por estes “Novos Céus e Nova Terra”. 

O Novo Céu

As Escrituras descrevem a Nova Jerusalém como a 'Jerusalém que é de cima' (Gl 4.26), 'a cidade do Deus vivo, a Jerusalém celestial (Hb 12.22), e 'a Santa Cidade' que ‘de DEUS descia do céu' (Ap 21. 2,10).

[...] O céu na eternidade será diferente daquele onde Deus agora habita. Na consumação de todas as coisas, Deus renovará os céus e a terra, fundindo seu céu a um novo universo e formando uma habitação perfeita que será o nosso lar eterno. Em outras palavras, o céu irá expandir-se e englobar todo o universo da criação. Tudo será transformado em um lugar perfeito e magnífico, adequado à glória do céu. 

O apóstolo Pedro descreveu isto como a esperança de todos os remidos (2 Pe 3.13). Naturalmente, uma reforma cósmica radical sempre esteve nos planos de Deus. Esta foi também a graciosa promessa que, por meio dos profetas do AT, Deus deu a seu povo (Is 65.17-19).

Deus declara que transformará de tal forma o céu e a terra que hoje conhecemos, que corresponderá a uma nova criação. Observe que, em um novo universo, a Nova Jerusalém será o foco de todas as coisas.

O novo céu e a nova terra serão tão magníficos que tornarão os antigos insignificantes. No capítulo final da profecia de Isaías, o Senhor promete que este novo céu e esta nova terra perdurarão para sempre, juntamente com todos os santos de Deus(Is 66.22).

Nos novos céu e terra nada nos trará medo e nada nos separará um dos outros. A única água descrita será do “rio puro da água da vida” (Ap 22.1).

Este rio claro como cristal desce pela rua principal do céu (Ap 22.2). Apocalipse 21.3-7 traz uma descrição das características mais marcantes dos novos céus e nova terra. 

[...] Não haverá lugar para lágrimas, dor, tristeza e pranto. Lá o povo de Deus habitará com Ele por toda a eternidade, completamente livre de todos os efeitos do pecado e do mal. 

Deus é retratado secando pessoalmente as lágrimas dos remidos. No céu, a morte estará completamente aniquilada (1 Co 15.26). Ali não haverá doença, fome, problemas ou tragédias. Haverá apenas a alegria completa e bênçãos eternas. (LAHAYE, Tim. Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica, l.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008, pp.111-12, 328). 

O Senhor te abençoe e capacite. Boa aula!

Paula Renata Santos
Editora Responsável pela Revista Juvenis da CPAD 

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.