Lição 13 - Uma Mensagem de Esperança

4º Trimestre de 2019

“Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas.” (Ap 22.14).

OBJETIVOS
Explicar a relação entre Igreja e História;
Mostrar a esperança da Igreja;
Conscientizar sobre a grande expectativa cristã.

ESBOÇO DA LIÇÃO
1. A IGREJA E A HISTÓRIA
2. A GRANDE CIDADE CAIU
3. PROCLAMAR ESPERANÇA
4. A GRANDE EXPECTATIVA CRISTÃ

Querido (a) professor (a), o próximo domingo cairá bem próximo ao final do ano. Não apenas em nossos estudos, mais um ciclo se encerra para que um novo se inicie. Cabe propor uma reflexão, individual e coletiva. 

No âmbito pessoal, ao olharmos para trás podemos dizer que hoje somos melhores do que nós mesmos de janeiro de 2019?! A única comparação válida é esta, superar a si mesmo, “sem olhar a grama do vizinho”, já que cada um tem sua própria história. 

Quais metas estabelecidas foram atingidas?! Com quais surpresas boas não planejadas o Senhor nos agraciou?! Qual foi a maior dificuldade superada, lição aprendida, alianças iniciadas ou até mesmo rompidas... Como bem disse o sábio Eclesiastes:

Tudo neste mundo tem o seu tempo; cada coisa tem a sua ocasião. 
Há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar;
tempo de matar e tempo de curar; tempo de derrubar e tempo de construir.
Há tempo de ficar triste e tempo de se alegrar; 
tempo de chorar e tempo de dançar;
tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las; 
tempo de abraçar e tempo de afastar.
Há tempo de procurar e tempo de perder; 
tempo de economizar e tempo de desperdiçar;
tempo de rasgar e tempo de remendar; tempo de ficar calado e tempo de falar.
Há tempo de amar e tempo de odiar; tempo de guerra e tempo de paz. 

(Ec 3.1-8 NTLH)

O motivo de muita infelicidade, angustias e até mesmo doenças psicossomáticas em nossos dias está no fato das pessoas não aceitarem que nem só de alegrias se vive a vida e tudo bem. Até porque mesmo as mais árduas adversidades cooperaram juntas para um bem maior da parte de Deus para nós, em prol dos propósitos dEle para as nossas vidas. Por isso é tão válida a reflexão. De repente, na correria da rotina, deixamos passar alguma coisa que precisaríamos absorver, superar, compreender melhor ou praticar.

Da mesma forma, enquanto Igreja e sociedade, também nos cabe refletir nos pontos em que avançamos ou infelizmente falhamos, retrocedemos, negligenciamos.

Após receber seus Juvenis e aplicar todo o conteúdo pedagógico presente em sua revista, proponha esta reflexão. De repente você pode elaborar um questionário com algumas perguntas como estas, para dar a eles um norte. 

Na faixa etária de seus alunos, seria muito válido pedir uma redação sobre como foi o ano que passou, assim além de meditarem sobre as lições de 2019, eles também já treinam para o vestibular. Isto é, tal atividade promove um enriquecimento emocional e intelectual, além de lhe permitir conhecer mais seus juvenis e suas vidas, fortalecendo seu vínculo com cada um.

Se possível, prepare um lanche e um momento especial de confraternização para o final desta aula. Você pode confeccionar ou comprar lembrancinhas de R$1,99, bombons ou mesmo cartões para promover um amigo oculto simbólico. 

O sorteio pode ser realizado minutos antes da troca de afeto. Frise que o mais importante não é o que vamos ganhar, mas a comunhão entre nós. E que o amigo sorteado estará em nossas orações para que o Senhor Jesus nos dê um 2020 cheio da presença e propósitos dEle.

Um réveillon e 2020 abençoados para você, sua turma e toda sua família! 

Boa aula!

Paula Renata Santos
Editora Responsável pela Revista Juvenis da CPAD 

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.