Lição 1 - Quem são os Profetas Menores e qual é sua Mensagem?

1º Trimestre de 2020

“Mas o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e consolação.” (1 Co 14.3)

OBJETIVOS
Apresentar
o perfil dos profetas menores;
Demonstrar a importância do ofício profético no Antigo Testamento;
Contextualizar o propósito das profecias.

ESBOÇO DA LIÇÃO
1. CONTEXTO HISTÓRICO
2. QUEM ERAM OS PROFETAS MENORES?
3. O PROPÓSITO E A MENSAGEM DOS PROFETAS MENORES

Querido (a) professor (a), está preparado para a primeira aula do ano?! Aproveite que seus alunos estão de férias para elaborar mais atividades dinâmicas extraclasse, fortalecendo a comunhão entre eles, bem como o laço professor-aluno. Tais estratégias afetam de maneira surpreendentemente positiva o ambiente em sala de aula, melhorando de forma significativa o processo de ensino-apredizagem.

Em nossa próxima aula, vamos dar início ao estudo dos Profetas Menores e sua mensagem. O termo por ser acompanhado da palavra “menores” pode dar a falsa impressão de que se trata de uma coleção literária de importância secundária do Antigo Testamento, quando na verdade é de extrema importância na história do povo de Deus, tanto de ontem como também de agora, nos trazendo inúmeras lições ricas de coragem, fé, obediência, santificação, genuína espiritualidade, etc.

Desde a Antiguidade os judeus chamam esses livros de “Os Doze”, nomenclatura rabínica que parece mais apropriada, já que assim como os demais profetas bíblicos, estes receberam de Deus a mesma inspiração e autoridade. 

“Conheçamos e prossigamos em conhecer o Senhor” (Os 6.3a). Sempre que tratamos dos livros proféticos do Antigo Testamento, o grande desafio, além de expor seu conteúdo teológico e doutrinário, é também o de demonstrar sua mensagem de ordem prática para vida da igreja atual – objetivo atingido na obra da CPAD que trata dos Doze Profetas Menores. Para adquiri-la clique aqui.

Nela há diversas informações e curiosidades interessantes sobre cada profeta, a estrutura de seu livro e a sua mensagem, e contextualização para nossos dias das questões sociais, políticas, familiares e espirituais que levaram esses servos do Senhor a alçar suas vozes contra o pecado que se fazia presente entre o povo escolhido é uma qualidade que reveste essa obra de importância.

Esses homens de Deus eram, sobretudo, pregadores morais e éticos, vigias, sentinelas levantados por Jeová para despertar e exortar suas respectivas gerações. 

Durante as dominações assíria, babilônica e persa, Deus levantou esses homens para ora conclamar o povo de Israel ao arrependimento, ora reanimá-los; e, em suas exortações proféticas, eles denunciaram e combateram contundentemente a corrupção, o abuso de autoridade, a injustiça social, a idolatria e o arrefecimento espiritual e a frouxidão moral do povo, o que atesta a atualidade premente dessas exortações para os nossos dias — ou melhor, para todas as épocas. 

No atual momento histórico da igreja evangélica brasileira, com a comprovação do seu crescimento numérico de forma surpreendente na última década, em especial a ala pentecostal, e mais especialmente a Assembleia de Deus, o estudo da mensagem dos Doze Profetas Menores é importantíssimo para que possamos avaliar nossa ação e testemunho como Igreja pela ótica divina por eles expressa.

O clamor dos profetas do Antigo Testamento é atualíssimo, pois estamos hoje diante dos mesmos desafios: manter íntegra nossa aliança com o Senhor, resistindo a todos os ataques do inimigo, e demonstrarmos com o nosso viver santo a realidade da mensagem de salvação.

Indico a leitura dessa obra, tão oportuna, e que certamente servira para despertar em todos os seus leitores um maior interesse não apenas em conhecer a mensagem dos Profetas Menores, mas de principalmente viver os valores espirituais, éticos e morais de origem divina por eles expressos. (Prefácio do livro sugerido, escrito pelo pastor Esequias Soares, líder da AD em Jundiaí – SP e da Comissão de Apologética da CGADB, escritor, membro da Casa de Letras Emílio Conde e comentarista da revista Lições Bíblicas da CPAD).

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula.

Paula Renata Santos
Editora Responsável pela Revista Juvenis da CPAD

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.