Lição 8 – A Mídia e o Culto ao Corpo

 3º Trimestre de 2020: Subsídio Especial 

Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” (1 Coríntios 6.20)

ESBOÇO DA LIÇÃO
1. O Culto ao corpo
2. A indústria da beleza
3. As consequências da busca pelo corpo “perfeito”
4. A Bíblia e o nosso corpo
5. O templo do Espírito Santo

OBJETIVOS
Perceber os apelos da mídia a serviço da indústria da beleza.
Conhecer as consequências em busca pelo corpo “perfeito”.
Aprender a cuidar do corpo e a cultivar principalmente os valores espirituais.

Prezado (a) professor (a), 

neste próximo domingo vamos tratar em classe de um assunto, ainda mais relevante nesta era de redes sociais, que pode gerar grandes transtornos aos juvenis tanto físicos, quanto emocionais e espirituais: o culto ao corpo. 

Como sabemos até mesmo adultos têm sido escravizados pelo padrão de beleza distorcido, vendido diária e intensivamente através dos feeds de Instagram, Facebook, clínicas de estética, cirurgias plásticas, revistas de dietas, indústria farmacêutica e de beleza, consultórios de endócrinos... A lista é infinita, a pressão também. Especialmente para a faixa etária de nossos alunos. 

Portanto, precisamos orar e nos informar. Você já ouviu falar em Vigorexia? Psicólogos dizem que há muitos jovens viciados em malhar, mais um transtorno impulsionado por essa ditadura da beleza. Peçamos capacitação de Deus para abordar este assunto com sabedoria e ministrar aos corações de nossos alunos, para que nossos juvenis estejam guardados em suas espiritualidades e também saudáveis emocionalmente, com boa autoestima, longe de qualquer transtorno alimentar, ansiedade, depressão, etc. 

Outros tópicos muito pertinentes que podem ser também aprofundados através desta aula é nosso posicionamento bíblico-cristão contra toda forma de racismo e gordofobia. Fale sobre a importância da autoaceitação e amor pela diversidade, pois Deus nos fez com peles, cabelos, corpos, biotipos diferentes e isso é lindo aos olhos dEle. Por isso não podemos nos submeter e nos deixar escravizar pelo “padrão de beleza” vigente, que já mudou tantas vezes através dos séculos, mas sempre é opressor a algum tipo de pessoa, concebida e apreciada pelo Criador. 

Peça que alguns voluntários leiam em voz alta para a classe passagens que fundamentem esta conversa, tais como: Mc 12.28-30; Gn 1.27; Sl 139.13,14; At 10.34;17.26; Rm 12.3; Gl 3.28; Ef 1.4-6).

Procure mostrar que o amor próprio está embutido no segundo mandamento e só é possível amar ao próximo se antes amar a si mesmo. Explique que a linha é tênue, e muitas vezes aprendemos erroneamente que é errado se amar, ter autoestima, quando na verdade os dois extremos é que estão equivocados e causam muitos problemas à saúde emocional, aos relacionamentos e até mesmo à vida espiritual – tanto o “se amar” demais, se envaidecendo e se superiorizando em relação aos outros, quanto o se amar de menos e acabar se inferiorizando e se colocando abaixo dos demais.

Aborde a importância do autocuidado (físico, emocional e espiritual) com equilíbrio e apresente a informação e comunicação como combate a transtornos emocionais como: vigorexia, baixa autoestima, anorexia, bulimia, ansiedade, depressão, etc. 

Esteja atento ao longo de toda aula para questões individuais que possam ser mais sérias e coloque-se a disposição para quem quiser conversar, tirar alguma dúvida ou pedir alguma ajuda acerca deste assunto depois, em particular.

Ao final desta aula não deixe de orar com seus juvenis para que o Senhor os cure de qualquer baixa autoestima, preconceito consigo mesmos e com os outros, visão distorcida do que é realmente belo, etc. Que possamos olhar a nós mesmos e ao nosso próximo com os olhos amorosos do nosso Criador. 

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula! 

Paula Renata Santos
Editora Responsável pela Revista Juvenis da CPAD

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.