Lição 9 – Uma Fábrica de Sonhos e Ilusões

3º Trimestre de 2020: Subsídio Especial 

Confia ao Senhor as tuas obras, e teus pensamentos serão estabelecidos.” (Provérbios 16.3)

ESBOÇO DA LIÇÃO
1. Em busca dos sonhos
2. A conquista dos sonhos
3. A falsa felicidade
4. Estabelecendo metas
5. Descobrindo a vontade de Deus

OBJETIVOS
Entender que a conquista da fama e do sucesso exibidos pela mídia é uma ilusão.
Distinguir o conceito verdadeiro de felicidade do falso.
Conhecer os meios necessários para a concretização dos sonhos e ideais.

Prezado (a) professor (a), 

vivemos um período de surgimento de novas carreiras e profissões. Os millennials – geração conhecida por crescer em um mundo conectado – comumente sentem-se atraídos por essas profissões menos ortodoxas, alguns com metas mais realistas, mas a maioria ainda perdida. 

Muitos sonham, por exemplo, em se tornarem um Youtuber que ganha o sustento (e às vezes também fama e luxo) produzindo conteúdo audiovisual de entretenimento. O que a maioria ignora, no entanto, é que pouquíssimos chegam lá. E os que chegam é a que custo? Até onde estão dispostos a ir, fazer, se expor; o que estão dispostos a sacrificar, abrir mão...? 

Dados do Fórum Econômico Mundial estimam que 65% das crianças de hoje vão de fato trabalhar em profissões que ainda não existem. Por isso, especialistas já questionam se, daqui a alguns anos, ser youtuber, pode se tornar também uma profissão, assim como ator, jornalista, apresentador ou empresário (e já existem até mesmo escolas e cursos voltados para isto). Se este vier a ser o caso, evidentemente, ela será regulamentada adequadamente, como acreditam especialistas. Até lá, entretanto, os números de crianças e adolescentes com canais próprios e tempo gasto nessa e em outras plataformas similares preocupa, pois muitos são os perigos que cercam este tipo de situação.

Em nossa próxima aula teremos a oportunidade de debater esses assuntos com os nossos juvenis. Lembre-se que esta é uma área de domínio deles, portanto, leia muito, atualize-se. Se possível, converse com pessoas dessa faixa etária e sonde sobre o que pesquisar mais a fundo, o que julga mais preocupante e necessário de ser debatido em sala de aula. 

Em outro extremo também recomendamos cautela. Afinal, não é pecado sonhar e muitos de fato têm potencial nessas novas áreas e mídias, são empreendedores natos, criativos e dispostos, inclusive usando tudo isso em prol do Reino de Deus. Por isso, cuidado para não desmotivá-los, o nosso foco deve ser apenas direcioná-los e orientá-los o melhor possível para que façam suas escolhas acertadamente, neste período em que já se preparam para o vestibular e uma faculdade. 

Uma sugestão interessante também seria falar com alguém especializado que pudesse aplicar um teste vocacional e tirar algumas dúvidas dos juvenis sobre algumas profissões. 

Dependendo do interesse, grau de necessidade e disponibilidade de sua igreja local, quem sabe você, professor (a), não possa – em parceria com sua superintendência de escola Dominical e mediante a autorização de seu pastor –, promover um evento mais completo neste sentido!? Pode-se aproveitar os próprios profissionais membros da igreja para falarem um pouco acerca de suas áreas e responder perguntas dos juvenis que desejam segui-las. Também podem contar seus testemunhos de como o Senhor os direcionou a estas profissões e de que maneira as utilizam e/ou podem vir a utilizar em prol do Reino de Deus,

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula! 

Paula Renata Santos
Editora Responsável pela Revista Juvenis da CPAD

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.