Lição 10 - Onipotente, Onipresente e Onisciente

1º Trimestre de 2019

A lição de hoje encontra-se em: Salmos 139.1-6.

Prezado(a) professor(a),

Na aula desta semana seus alunos aprenderão a respeito de três aspectos que compõem a lista de atributos incomunicáveis de Deus, isto é, aqueles que pertencem exclusivamente a Ele. Tais atributos revelam a soberania do Criador e o diferencia de todas as suas criaturas. Em toda a história da humanidade, Deus se revelou por meio de seus atributos, mas estes mostram, além da sua soberania, a preocupação do Criador com a maior de suas criações: o ser humano. Sim, Deus tem todo o poder, Ele pode também estar presente em vários lugares ao mesmo momento e também conhece todas as coisas. Isso nos conforta de uma maneira especial, visto que revela que não estamos sozinhos, mas podemos confiar que o nosso Deus está no controle de todas as coisas e não nos deixará desamparado em momento algum.

“Onipresença e imensidade (ou imensidão). Há diferença entre onipresença e imensidade? O termo ‘onipresença’ não aparece na Bíblia; vem do latim omni, ‘tudo’, e praesentia, ‘presença’. Como atributo divino, na Teologia, a ideia ‘indica precisamente a presença cheia de Deus em todas as criaturas.

O vocábulo ‘imensidade’ vem também do latim immensitas, de immensus, ‘imenso, desmedido, não mensurado’. Como termo técnico teológico indica que ‘a essência divina é sine mensura, sem medida e satura todas as coisas.[...]

Segundo Strong, a onipresença ‘significa que Deus, na totalidade da sua essência, sem difusão ou expansão, multiplicação ou divisão, penetra e ocupa o Universo em todas as suas partes’, enquanto que imensidade é infinitude em relação ao espaço. A natureza de Deus não está sujeita à lei de espaço. Deus não está no espaço’. Assim, a natureza divina não tem extensão nem está sujeita a nenhuma limitação espacial.[...]

Onisciência. A palavra ‘onisciência vem do latim omniscientia — omni, ‘tudo’; e scientia, ‘conhecimento’, ‘ciência’. É o atributo divino para descrever o conhecimento perfeito e absoluto que Deus possui de todas as coisas, de todos os eventos e de todas as circunstâncias por toda a eternidade, passada e futura.

Trata-se do conhecimento, da inteligência e da sabedoria em graus perfeito e infinito: ‘Não há esquadrinhação do seu entendimento’ (Is 40.28). Esse conhecimento é simultâneo; é um desafio à nossa compreensão, mas é também uma realidade revelada.[...]

Onipotência. O termo significa ‘ter todo poder, ser todo-poderoso’. A Bíblia ensina que Deus é onipotente; um de seus nomes revela esse atributo, ‘El Shaddai (hb.), — Os cristãos reconhecem que Deus pode todas as coisas: ‘Porque para Deus nada é impossível’ (Lc 1.37). Ele é chamado nas Escrituras de ‘Onipotente’, o Ser que tudo pode”. (Teologia Sistemática Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 2008, pp. 69-71).   

Por Thiago Santos
Educação Cristã. CPAD.

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.