Lição 13 - Família, meu Porto Seguro

4º Trimestre de 2019

A lição de hoje encontra-se em: Gênesis 1.27,28.

Caro(a) professor(a),

Estamos terminando mais um trimestre de estudo da Palavra de Deus por intermédio das lições bíblicas Pré-adolescentes. Este é o momento que você, professor, deve refletir como foi a participação de seus alunos durante o trimestre. É, também, o momento que você deve reavaliar o seu trabalho. Você conseguiu alcançar os objetivos esperados? Seus alunos compreenderam o assunto da revista? São essas e outras perguntas que devem ser respondidas.

E para encerrarmos o trimestre de forma alegre e edificante, a lição de hoje trata de um dos temas mais importantes para a vida cristã: a família. Há quem diga que, depois da salvação, a família é o nosso bem maior. Tal afirmativa não deixa de ser verdade, tendo em vista que é a partir do apoio da família que alcançamos grandes objetivos na vida. É com o apoio dos pais que seus alunos estão estudando, tendo o que vestir e o que comer e onde morar. Desse modo, esta é uma ótima oportunidade para que você conscientize seus alunos a respeito do valor da família. 

Embora estejamos vivendo tempos difíceis em que a família tradicional tem sofrido críticas severas por parte daqueles que pensam num modelo de família diferente, o que prevalece para nós são os princípios intrínsecos da Palavra de Deus. Em Gênesis, encontramos o registro claro que diz: “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou” (Gn 1.27). Neste caso, fica claro que Deus criou o homem e a mulher e os constituiu no jardim do Éden. A ordem expressa de Deus era que eles crescessem e se multiplicassem. Ali, inicia-se a primeira família, a mais antiga instituição fundada por Deus.

A família é o principal ambiente de formação do ser humano. É no seio familiar que aprendemos valores de obediência, respeito e amor ao próximo e, por esse motivo, deve ser tratada com grande estima. Na obra Eu e a Minha Casa: Orientações da Palavra de Deus para a Família do Século XXI (2016, pp. 16,17), Reinaldo Odilo discorre a respeito do crescimento no ambiente familiar:

Nesse grande laboratório divino, o homem conhece a si mesmo. É ali que as aptidões são desenvolvidas. Com o crescimento pessoal, aprende-se a ser forte, bem como a superar os obstáculos da vida. Este processo aconteceu com João Batista (Lc 1.80), com Jesus (Lc 2.39,40), e também acontece com cada indivíduo. Este é o projeto de Deus.

Ainda assim, por vezes, surgem tensões e problemas para o crescimento pessoal acontecer. Alguns são crônicos, pois é na ambiência da tempestade que as árvores fincam mais fortemente suas raízes no solo, para nunca serem arrancadas.

[...] Aprender a olhar o outro e sentir a necessidade dele para poder viver é um dos papéis da família. É nela onde a solidariedade deve nascer para ensinar a todos que tudo no lar deve ser igual para todos e que é preciso, sempre, caminharem juntos.    

Sendo assim, é importante a compreensão de que o ambiente familiar agradável é fundamental para o crescimento saudável de uma pessoa. Um ambiente hostil, certamente resulta em indivíduos mal educados, que nunca querem obedecer às autoridades, indisciplináveis e sem respeito ao próximo.

Este momento é fundamental para que seus alunos reflitam sobre a própria criação. Mostre para eles que é possível aprender a identificar certos comportamentos que não estão em conformidade com a vontade de Deus. Ainda que nossos pais não tenham nos oferecido a melhor educação, isso não é desculpa para deixarmos de aprender a fazer o que é correto. Jesus cristo é o nosso maior exemplo de como devemos nos comportar para agradarmos o coração de Deus.

Ao final, peça aos alunos para escreverem em uma folha como tem sido o relacionamento deles com seus responsáveis e o que eles gostariam que mudasse. Em seguida, peça que todos dobrem o papel e o coloquem em uma urna ou sacola providenciada por você, e ore com seus alunos para que Deus realize o pedido de cada um.    

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.