Lição 4 - Já sou Independente?

1º Trimestre de 2021

Texto bíblico: Provérbios 29.15; Lucas 15.11-24.

Prezado(a) professor(a),

Na lição desta semana seus alunos aprenderão que ainda não são independentes. Apesar de não serem mais crianças, e nem devem ser tratadas como tais, ainda assim precisam entender que a independência completa virá apenas na fase adulta e, com ela, as responsabilidades. Enquanto esse momento não chega, é preciso compreender que devem ser submissos aos seus pais e responsáveis. Pode até parecer incômodo o fato de terem de prestar contar do que fazem ou mesmo aceitar o limite que lhes são impostos. Todavia, o que estão aprendendo nesta fase da vida será fundamental para que se tornem pessoas disciplinadas e responsáveis na juventude e na fase adulta.

Muitos adultos, nos dias atuais, são frágeis, inseguros, não sabem ter a iniciativa para resolver problemas ou não conseguem arcar com os compromissos, justamente, porque não aprenderam a exercer seus deveres na adolescência. O problema de muitos pais é não perceberem que na hora da repreensão, seja um castigo ou mesmo uma advertência, devem explicar a seus filhos o motivo pelo qual estão sendo penalizados. A falta de diálogo ou explicação compromete o aprendizado e, muitas vezes, o aluno ou filho torna a cometer o mesmo delito. Não significa dizer que haverá resposta satisfatória para todas as ocasiões, mas o exercício da disciplina, certamente, aumentará a capacidade dos seus alunos entenderem os limites entre a dependência e a independência.

1. Uma fase de aprendizado e preparação. A fase que seus alunos estão vivenciando é de muitas mudanças e aprendizado. Para muitos, pode até parecer complexa demasiadamente, porém a orientação é fundamental para que aprendam a lidar com os limites e dificuldades. A submissão aos pais e responsáveis em casa é fundamental para que aprendam a respeitar os professores e colegas na escola, às autoridades de segurança, e saibam respeitar as regras impostas nos ambientes que frequentam. A disciplina é fundamental em qualquer época da vida, no entanto, pré-adolescentes que aprendem a respeitar os limites da independência tornam-se adultos mais equilibrados (cf. Pv 22.6). Infelizmente, nos dias atuais, o que mais encontramos são adultos que não respeitam às autoridades nem os limites da vida em sociedade, causas principais de tanta desordem no mundo. São pessoas mal educadas que, por conseguinte, criam filhos mal educados e originam um ciclo vicioso. Mas Deus espera algo melhor de seus filhos, que façam a diferença em meio a uma geração que não teme a Deus e compartilhem as verdades do evangelho a todas as famílias.

2. Os limites da responsabilidade. Muitos pré-adolescentes ou mesmo adolescentes reclamam que não têm a liberdade para fazer o que querem. Entretanto, este limite imposto pelos pais e responsáveis serve para consolidar a capacidade de lidarem com as regras da convivência em sociedade. Por isso é tão importante que se permitam serem moldados pela repreensão e disciplina que, muitas vezes, incomoda, porém servirão para ajustá-los ao equilíbrio adequado. Evidentemente que encontramos, em alguns casos, o extremismo de ambas as partes. Se por um lado há filhos que não querem ter limites e fazem o que bem entenderem, por outro, há pais super protetores de seus filhos. Os extremos são um grande problema, mas nada que a disciplina, seguida de um bom diálogo resolva (cf. Ef 6.4). Explicar por qual razão determinadas coisas devem ser, exige um esforço de pais e responsáveis, porém é o melhor caminho para que haja um bom relacionamento e obediência dos filhos. É preciso conversar sobre os motivos pelos quais os filhos e alunos precisam seguir regras ao longo da vida. Deus deseja sarar a forma como pais e filhos, alunos e professores se relacionam a fim de que o aprendizado seja sadio, o crescimento como cristão seja notório e todos possam contribuir de alguma maneira para que os valores Reino de Deus sejam compartilhados com as pessoas na sociedade.

Com a finalidade de consolidar o ensinamento desta aula, compartilhe com seus alunos histórias e notícias de adolescentes e jovens que, por não obedecerem a seus pais, trouxeram más consequências para suas vidas. Tome cuidado para não apresentar notícias que sejam muito além da capacidade de seus alunos entenderem. Você pode passar um filme cristão que esteja conectado a esta temática ou mesmo contar um testemunho. Convide os pais para assistir a atividade juntamente com seus filhos. 

Boa aula e que Deus abençoe o seu trabalho.

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.