Lição 6 - Uma Conversa Franca

1º Trimestre de 2021

Texto bíblico: Provérbios 13.24; Tiago 5.16.

Prezado(a) professor(a),

Na lição desta semana seus alunos aprenderão sobre a importância do diálogo. Em muitas ocasiões é difícil para o pré-adolescente expressar o que sente e o que pensa para um adulto, tendo em vista que nesta fase o sentimento de acanhamento e a timidez estão muito presentes. Geralmente, os colegas da escola ou amigos da mesma idade são vistos como os mais confiáveis ao diálogo haja vista que a afinidade é fundamental para que o pré-adolescente se sinta à vontade para conversar. Se conversar é importante para o emocional o grande perigo que ronda nossos alunos nesta etapa da vida é justamente em quem confiam para compartilhar seus dilemas, pensamentos e intenções. Muitas vezes, o conselho de alguém da mesma idade é tão perigoso quanto o problema que o pré-adolescente está enfrentando.

A aula de hoje é mais do que um conselho. É um alerta para que seus alunos não compartilhem sua vida com pessoas que não terão o conselho vindo da parte de Deus para auxiliá-los. Este dilema também faz parte do trabalho do professor, tendo em vista que os alunos precisam encontrar nele a referência para que possam fazer escolhas sábias. Portanto, seja amigo de seus alunos, não obrigue-os a contar a você o que não sentem vontade. Apenas se mostre empático, acolhedor e transborde confiança, pois no momento certo eles procurarão você para conversar. Esteja preparado!

1. Um passo de confiança. Embora seus alunos demonstrem contínua timidez na hora de expressar o que sentem ou pensam sobre vários assuntos, na verdade o que eles mais querem é falar. Entretanto, é natural que para iniciarmos a conversa com uma pessoa é preciso que haja interesse em falar sobre o assunto e afinidade. Infelizmente, muitos pré-adolescentes têm encontrado afinidade em amizades que não servem a Deus ou possuem uma forma de pensar completamente oposta ao ensinamento bíblico. A esse tipo de amizade a Bíblia aponta para o perigo do conselho dos ímpios, do caminho dos pecadores e da roda dos escarnecedores (cf. Sl 1). Por esse motivo, caro professor, é que as barreiras da desconfiança precisam ser derrubadas. Se os alunos encontrarem em você um(a) professor(a) acolhedor(a), amoroso(a), sem preconceito ou qualquer julgamento precipitado com relação às questões que fazem parte do universo juvenil, certamente, será mais fácil a aproximação e abertura ao diálogo.

2. A importância das referências.  A referência é uma importante informação que serve de parâmetro ou indicação de proximidade quando pretendemos chegar a algum lugar. Semelhantemente, seus alunos procuram eventualmente em algumas pessoas o modelo de comportamento adequado para cada ocasião. É uma necessidade humana sentir-se pertencente a algum grupo. Seja na escola ou em alguma outra ocasião, seus alunos procurarão estar inseridos e relacionados com o meio onde vivem e constroem amizades. Para tanto, muitas vezes, seus alunos estarão abertos a fazer mudanças na maneira de pensar, de falar ou se comportar com vista em serem aceitos pelos grupos. Nesse contexto, é fundamental o trabalho da Escola Dominical, haja vista que é neste espaço que a consciência cristã é formada. Seus alunos precisam aprender a pensar, falar e se comportar de acordo com os preceitos da Palavra de Deus (cf. Rm 12.1,2). A Escola Dominical não é apenas um espaço de aquisição de conhecimento bíblico, mas também um espaço de formação do caráter cristão e, para isso, precisam de boas referências. Seus alunos precisam encontrar em você o modelo de vida para que aprendam como se comportar diante dos desafios enfrentados na sociedade.

Com base nas informações apresentadas, dialogue com seus alunos sobre o que pensam da classe de Escola Dominical. Entregue para cada um deles um pedaço de papel e peça que escrevam o que pesam. Explique que eles não precisam colocar o nome. Prepare uma caixa (pode ser de sapato), faça um furo na tampa e utilize de urna para que os alunos depositem o papel. Depois retire alguns papéis e comente o assunto. Mostre-se atencioso(a) com a opinião de seus alunos. Não faça nenhuma crítica ou julgamento. Esta dinâmica será fundamental para que seus alunos sintam-se à vontade para expressar o que pensam e servirá para que você possa reavaliar o seu trabalho e realizar as mudanças necessárias para que a sua classe tenha mais afinidade. A unidade e comunhão são fundamentais para que os alunos sintam-se pertencentes ao grupo e desenvolvam a comunhão.

Tenha uma ótima aula!

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.