Lição 2 - Um Presente, uma Confusão

2º Trimestre de 2019

Objetivo: Que o aluno saiba que não devemos nos deixar levar pela inveja e pela maldade.

Ponto central: Deus ama todos os seus filhos.

Memória em ação:Confie no Senhor de todo o coração” (Pv 3.5a).

Querido (a) professor (a), após seguir as orientações contidas em sua revista, sugerimos que você rememore a lição anterior junto à classe. Recorde que na semana passada pedimos que nesta aula todos trouxessem fotos de suas famílias, claro com a ajuda e autorização de seus responsáveis, pois ao final da aula vamos fazer um belo mural de oração pelas famílias (ao final mostramos aqui algumas ilustrações para sua inspiração).  

A história de hoje é bem densa: a trama de assassinato, a traição, ciúme, malícia que levaram pessoas a vender o próprio irmão como escravo. É muito triste ver até onde a maldade e inveja podem levar o ser humano, ao ponto de desumanizá-lo até com os da própria família. 

E quantas não são as cruéis atrocidades, atos bárbaros e realmente desumanos que vemos todos os dias nos noticiários atingindo esta que é uma sagrada instituição divina?! Nesta semana, por exemplo, um crime brutal chocou o País, no Rio de Janeiro o carro de uma família foi fuzilado com 80 disparos do Exército Nacional. Militares cuja missão era proteger aquela família, assim como as nossas e as dos demais cidadãos. 

Declarações escapistas ou a ausência do devido pronunciamento sobre o caso por parte de nossos governantes revelam que a nossa situação ética e moral enquanto sociedade é ainda mais degradante. Ao ponto de não só uma barbárie impensável como esta ocorrer, mais ainda pior, depois de ocorrida ser banalizada. Nossa situação é grave.

Precisamos lamentar!

Não há lamento que possa reparar esta família dilacerada pelo trauma, dor, pela revolta frente à injustiça e por seu luto. Porém, a falta dele nos diminui enquanto seres humanos, nos extingue como cristãos – palavra que significa “pequenos Cristos”. E mais do que nunca a luz de Cristo nesta terra não pode ser apagada (Cf Mt 5.14-16).

Precisamos lamentar porque precisamos nos importar. Sentirmos a dor do outro como se nossa fosse e fazer algo a respeito.  

Não à toa, diante de fatalidades – a maioria ocasionada quando o coração do povo se desviava do caráter de Deus, – o próprio Senhor convocava a nação para se lamentar, chorar, converter o riso em choro e a alegria em tristeza; conclamava prateadores, carpideiras, intercessores, buscava alguém que se colocasse na brecha para pedir perdão, clamar pela nação. Leia Jr 5.1-5; Ez 22.31,31; Tg 4. 5-10 - NTLH.

Diante de irmãos se levantando contra irmãos neste trecho da história de José e do contexto social ao qual estamos inseridos, nós compartilhamos com você mestre esta reflexão. E que o Espírito do Senhor ache em nós pessoas que orem pelas famílias, por esta enlutada e por tantas outras marcadas pelas tragédias em nossa pátria; pela família chamada Igreja do Senhor, que precisa de um despertar espiritual, pela sua e a de seus alunos.

Seguem algumas imagens que podem servir de inspiração para a confecção do mural de oração pelas famílias com as fotos trazidas por seus Primários. Evidentemente, adaptando o que for necessário para utilizar materiais acessíveis, como papel pardo, papel verniz, sulfite, camurça, crepom, laminado, cartolina, E.V.A. etc. O que houver disponibilidade.

Deixe que seus alunos participem de todo o processo de confecção sob sua orientação. Este tipo de atividade, além de estimular a criatividade, funções motoras e cognitivas, habilidades sociais, ainda fortalece a comunhão e integração da turma. 

Já que famílias trabalham unidas, este projeto também serve como ilustração para o que aprenderemos sobre família ao longo do trimestre. 

Ao início ou final de cada aula, todos juntos estenderão as mãos para este belo trabalho coletivo para orar por estas e as demais famílias (mesmo as que não estão nas fotos). Pode-se também anotar os nomes dos familiares de quem não puder trazer uma fotografia, ou ainda mais lúdico, colocar o desenho deles de suas famílias. Mas o principal é você explicar que as famílias que estão no mural representam todas as famílias da nossa pátria. 

family1family 2

O Senhor te abençoe e capacite. Boa aula! 

Paula Renata Santos
Editora Responsável pela Revista Primários da CPAD

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.