Lição 4 - Os Anjos Anunciam o Nascimento de Jesus aos Pastores

1º Trimestre de 2020


OBJETIVO: Que o aluno compreenda que Jesus Cristo veio para todos.

PONTO CENTRAL: Jesus Cristo é o Filho de Deus que veio ao mundo para todos.

MEMÓRIA EM AÇÃO:Glória a Deus nas maiores alturas do céu! [...]” (Lc 2.14).

Querido (a) professor (a), não podemos permitir que com o passar dos anos de caminhada cristã a alegria pela nossa salvação e tão maravilhoso Salvador se esfrie em nossos corações (Sl 51.12). 

Na correria do dia a dia e lotada agenda eclesiástica, tendemos a refletir sobre a soterologia, doutrina da salvação, apenas em datas como o Natal ou a Páscoa. Até a ensinamos aos novos convertidos, mas será que temos reservado um tempo para orar agradecendo em especial por ela em nossas vidas?! 

Na próxima aula vamos ensinar aos Primários como a vinda do nosso Salvador Jesus foi anunciada a pastores muito simples, mas recebida por eles com majestosa gratidão e adoração. Que estas contagiem a você e aos seus pequeninos durante essa aula tão especial.

Nosso objetivo e ponto central é fazer com que as crianças entendam o quanto Jesus rompeu com qualquer parâmetro discriminatório, vindo não somente para salvar, mas também para “adotar” a todos, dando especial atenção aos menos favorecidos. 

“Ele veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, ou seja, aos que creem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus” (João 1.11-13).

Reflita em quão gloriosa honra! Ser adotado como FILHO pelo maior Rei do Universo! É ou não é motivo para celebrar e adorá-lO com intensa alegria?!

Pai Nosso 

Acerca da primeira frase do Pai-Nosso, informa-nos Agostinho que, em toda a Bíblia, “não se encontra um só lugar em que se ordene ao povo de Israel que diga Pai nosso ou que ore a Deus Pai, e isso porque o Senhor se manifestou aquele povo como a devedores, ou seja, como quem vivia ainda segundo a carne”. A oração traz, portanto, essa primeira grande inovação, que é o fato de um indivíduo dirigir-se a Deus como “Pai”. Ninguém ousaria dirigir-se de forma tão pessoal a Deus. Jesus assim se dirigia e não somente ensinou aos discípulos, mas lhes deu tal direito (Jo 1.12). Apesar de estar no Céu, o invocamos como Pai e sentimos sua proximidade, pois parafraseando Agostinho, Deus está “mais dentro de nós do que nossa parte mais íntima” (CARVALHO, César Moisés. O Sermão do Monte. Rio de Janeiro: CPAD, 2017, p. 110).

Para celebrar e adorar ao nosso Salvador, assim como os pastores da história, que tal fazer com as crianças alguns instrumentos musicais com material reciclável e usá-los cantando alguns hinos bem animados?! Clicando AQUI, neste site, você vai encontrar algumas sugestões e instruções para sua confecção prévia ou em classe junto aos primários. 

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula!

 

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.