Lição 4 - A História de uma Moeda

4º Trimestre de 2020

Objetivo: Que o aluno entenda a importância de se alegrar com aqueles que retornam para o Caminho do Senhor.

Ponto central: Temos um grande valor para Deus

Memória em ação:Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar quem está perdido” (Lc 19.10) 

Querido (a) professor (a), em nossa próxima aula nós vamos ensinar nossos pequeninos sobre a “Parábola da Dracma Perdida”, narrada em Lucas 15.8-10. 

É fundamental que ao longo de toda a aula você foque no objetivo e ponto central da lição, presentes em sua revista. O versículo para memorização está alinhado com eles. Por isso dedique um tempo especial para a sessão “Memória em Ação”.     

Antes de introduzir a história explique para as crianças o valor que aquela dracma/ moeda tinha para a mulher da parábola. Mais do que valor financeiro, tinha também valor sentimental. Para as mulheres palestinas, as dez moedas de prata que lhes eram dadas como presentes de casamento simbolizavam aquela união.   

Para familiarizar as crianças ainda mais com o contexto emocional da história, pergunte-as o que elas têm de valor sentimental, que se perdessem ficariam muito tristes e procurariam desesperadamente. Dê alguns exemplos, pode ser um brinquedo que têm desde bebezinhas; pode ser um presente dado por alguém especial que não está mais entre nós; pode ser até mesmo um bichinho de estimação. Imagina se perdessem um hamster, gatinho ou cachorro e não soubessem se ele está bem, o que aconteceu com ele... 

Certamente procurariam com todo empenho. E o que fariam quando encontrassem? Deixe que se expressem livremente e aproveite os melhores exemplos para ilustrar o sentimento da mulher da moeda perdida.     

Ao final da história, explique que ao contar esta parábola, Jesus estava tentando explicar que cada um de nós temos um grande valor para Deus. Que quando nos afastamos da igreja, é como se nos perdêssemos dEle e tal qual a mulher da história, Ele nos procura, espera nos reencontrar ardentemente. E quando encontra há uma festa nos céus e em seu coração. Da mesma forma, devemos nos alegrar quando alguém que não está na igreja aceita a Jesus como Senhor e Salvador, ou alguém que se afastou dEle retorne.

  unidos   

Sugerimos que você confeccione um cartaz com papel pardo ou papel 40 kg, que formem braços abertos e um coração no centro. Peça que as crianças recordem de pessoas que ainda não conhecem a Deus e pessoas que se afastaram da igreja. 

Em seguida, peça que de um por um, escrevam os nomes delas dentro do coração. Frise que Deus e a sua Igreja, ou seja, cada um de nós estaremos de braços abertos para quando elas voltarem. 

Ore com as crianças por cada pessoa que esta perdida, pedindo que o Senhor as atraia com seu amor e graça e logo elas sejam encontradas, que venham aos braços do Pai, haja festa nos céus e em nossos corações.

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula.

Paula Renata Santos
Editora Responsável pela Revista Primários da CPAD 

Cadastre-se e receba ofertas e novidades por e-mail.